Carro quebrou na estrada, o que fazer?

0
718

Antes de viajar sozinho, com a família ou amigos, o motorista deve tomar diversas precauções, como fazer uma revisão de seu veículo antes de viajar. Porém, mesmo com todos os cuidados é sempre possível que o veículo quebre na estrada, deixando todo mundo na mão no pior momento possível durante a viagem.

Carro quebrou na estrada, o que fazer?

A primeira questão que o motorista deve levar em consideração é em por a sua segurança como prioridade. Veja o que fazer caso o veículo estrague na estrada:

1°-> Mantenha a calma

Pode parecer simples, mas muitas pessoas se desesperam ao se deparar com um problema novo, principalmente na estrada. Manter a calma é de suma importância para evitar acidentes e agir corretamente quando houver algum problema. Uma técnica é nunca pensar no custo que o problema causou até que a questão esteja resolvida.

Manter a calma pode parecer algo simples na teoria, mas é difícil na prática.

2°-> Libere a pista

Ao perceber que o veículo estragou, tente jogar o veículo para o acostamento, do contrário (se não houver acostamento) leve o mesmo para a pista da direita, onde os carros vem me menor velocidade.

3°-> Sinalize

Assim, que deixar o carro no acostamento (ou na pista da direita), observe os retrovisores antes de sair do carro para ver se o trânsito está livre. Então coloque o triângulo para sinalizar. Um detalhe: o triângulo não deve ficar perto do carro. Ele deve ficar a distância entre o N° de passos e com a velocidade máxima permitida da pista. Por exemplo:

  •  40 km/h ->  40 passos largos a partir da traseira do veículo
  •  80 km/h ->  80 passos largos a partir da traseira do veículo
  • 110 km/h-> 110 passos largos a partir da traseira do veículo

Se for noite, ou então estiver chovendo e com neblina, recomenda-se que dobre os passos descritos a cima. Ex:

  • 80 km/h-> 160 passos largos a partir da traseira do veículo

Essa distância é feita de acordo com a quilometragem permitida para dar tempo dos veículos da estrada desviarem ou frearem se estiverem vindo na velocidade máxima permitida. Se for necessário, utilize galhos e folhagem entre o veículo e o triângulo para deixar mais visível a sinalização para os veículos que surgem na estrada.

Diferente do que muita gente pensa, o triângulo não deve ficar tão próximo ao carro.

4° -> Entre em contato com quem pode resolver o problema

Após ter liberado a pista e ter sinalizado para evitar acidentes, basta o motorista ligar para a seguradora de seu veículo, guincho privado de confiança ou, se não possuir nenhum deles, ligar para a concessionária da rodoviária para remover o veículo do local. Caso não possua nenhum número, pode também estar ligando para a Polícia Rodoviária, em último caso.

Prevenções:

Uma dica, além de revisar o carro antes de viajar, é procurar e anotar os telefones de ajuda em caso de emergência das estradas na qual o motorista irá trafegar. Também averiguar em que nível está o tanque de gasolina pode evitar muita dor de cabeça!

O que não fazer?

  • Obstruir a via pode acarretar em multa gravíssima, com apreensão do veículo, por isso faça o máximo para remover o veículo do local ao ver que o mesmo estragou (levando para o acostamento ou para a pista da direita).
  • Estrada não é oficina mecânica! Então lembre-se de nunca tentar consertar o carro (ou deixar que outros o façam) no meio da estrada. Além de ser perigoso, pode acarretar em multa de infração grave.
  • Não esqueça de, assim que o veículo for rebocado, remover os objetos de sinalização da pista (triângulo, gravetos, folhagem, etc…). Esquecer pode acarretar em multa de infração média.
  • Não reboque o veículo com cordas e outros objetos de duvidável resistência, a não ser em caso de emergência. E, se for emergência, lembre-se que o reboque só serve para fora da pista, e não para rebocar até uma oficina mecânica ou para a casa do motorista.

Outras situações:

Carro quebrou na estrada e dentro do túnel? É uma situação perigosa que podem ocorrer com os motoristas, porém manter a calma é crucial para resolver o problema.

Veículo danificou dentro de um túnel:

  • Se não houver mureta de proteção ou Guard rail, se manter dentro do veículo, com sinto de segurança e ligar para guincho ou seguradora.
  • Se não tiver meios de contato, verifique os retrovisores para sair do carro e ande pela passarela lateral do túnel. Se não tiver passarela lateral, ande no contra-fluxo, de preferência abanando uma lanterna ou celular, para que os carros que vem na contra mão enxerguem a pessoa. Nunca caminhe na mesma mão que os veículos, de costa para eles; as chances de acidente são muito maiores.
  • Ao andar, procure por uma placa que informe o número de ajuda rodoviária ou até chegar em uma placa informando a quilometragem da estrada com informações.

Veículo danificado em descida na serra:

  • Se houver um Guard Rail na estrada, verifique os retrovisores, saia do carro e pule para o outro lado do Guard Rail para ligar pedindo pelo reboque.
  • Caso contrário, fique dentro do veículo, com o sinto de segurança, pisca alerta, triângulo posicionado e ligue pedindo pelo reboque.

E você, já passou por alguma situação de risco na estrada como os descritos acima? Compartilhe sua história com a comunidade Auto Start!

COMPARTILHAR
Artigo anteriorPara que serve a Correia de Distribuição?
Redator e Analista SEO. Jornalista por paixão e apaixonado por tecnologia, livros e jogos eletrônicos.

SEM COMENTÁRIOS