Saiba os tipos de câmbio existentes no mercado automobilístico

0
9733

O câmbio (ou transmissão) é uma das peças essenciais para oferecer ao motorista o controle de velocidade do veículo. Mas você sabia que existem diversos tipos de câmbio?

Apesar de grande parte dos brasileiros ainda terem carros de câmbio mecânico, o mercado de automóveis aparece cada vez mais com tecnologias de ponta, removendo alguns itens comuns usados em carros antigamente, como era o caso de possuir um pedal para embreagem. Conheça aqui os 4 tipos de câmbio presentes no mercado atual brasileiro!

Tipos de Câmbio existentes no mercado brasileiro de automóveis

Câmbio Mecânico (ou Manual)

O tipo mais comum utilizado por brasileiros, também graças a quantidade de carros antigos em circulação, é o câmbio mecânico. A transmissão mecânica é totalmente manual e necessita da embreagem para realizar a troca de marchas. Com a tecnologia mecânica cada vez mais dependentes da eletrônica, o câmbio manual está cada vez mais próximo de ser extinto por diversos fatores.

Vantagens:

  • O preço da caixa de transmissão manual, ao adquirir um carro ou na manutenção do mesmo, é relativamente menor.
  • Devido ao uso, adere maior controle sobre o veículo, quando usado corretamente.

Desvantagens:

  • Necessita de manutenção com mais frequência, devido ao desgaste mais rápido das peças,
  • O tempo de vida é relativamente menor,
  • Requer mais atenção e habilidade do motorista por exigir o uso da embreagem,
  • A troca errada de marchas acarreta em maior consumo de combustível.
tipos_de_cambio_manual
Um dos tipos de câmbio mais usado pelos brasileiros continua sendo o mecânico, apesar dos avanços nas caixas de transmissão.

Câmbio Automatizado de dupla embreagem

O Câmbio automatizado de dupla embreagem possui uma caixa de transmissão que funciona com duas engrenagem de encaixe (chamados de robozinho). Quando o motorista está em segunda marcha, por exemplo, uma engrenagem já fica pré-engatada na marcha seguinte (neste caso, a terceira). Assim, quando o motorista realizar a troca de marcha, o trabalho da engrenagem seguinte já está pronta, enviando a engrenagem anterior (que estava engatada na segunda) para a quarta marcha.

Vantagens:

  • Velocidade de troca de marchas mais rápida, por ficar pré-engatada,
  • Consumo de combustível menor em relação ao mecânico.

Desvantagens:

  • A manutenção necessita de mão de obra especializada,
  • Mais caro, tanto quando adquirir o carro quanto na manutenção, em relação ao câmbio manual.
tipos_de_cambio_02
Esse tipo de câmbio já deixa uma engrenagem pré engatada na marcha seguinte.

Automático

Diferente dos outros tipos de câmbio, o automático não funciona com engrenagens, mas sim com um conjunto de discos. Cada marcha representa uma quantidade de número destes discos, na qual se fecham. Ele atua diretamente com o motor, sem necessitar da interferência do motorista.

A terceira marcha por exemplo, fechará os conjuntos de discos da terceira, da segunda e da primeira marcha. Diferente do câmbio manual e seu uso da embreagem, o automático usa um conversor de torque, que nada mais é que um dispositivo hidráulico que transmite a força do motor para a caixa de câmbio de acordo com a pressão em seu interior.

Vantagens:

  • Por conter um funcionamento contínuo, não ocorrem os famosos “trancos” quando feito uma troca de marcha errada (no câmbio manual) ou problemas na caixa de transmissão,
  • Costuma ser mais duradouro do que os outros tipos de transmissão.

Desvantagens:

  • A principal desvantagem está em seu preço de manutenção. Além de caro, sua manutenção é complexa, o que eleva ainda mais o preço.
tipos_de_cambio_automatico
Conforme maior a marcha, mais discos se fecham neste tipo de câmbio.

CVT (Transmissão Continuamente Variável)

O CVT (Continuous Variable Transmission) também é conhecido como infintas marchas, pelo simples motivo de não trabalhar com engrenagens ou discos. O que ocorre neste tipo de transmissão é uma ligação direta entre o motor e os eixos, que são conectados por duas polias e uma espécie de correia, mantendo a força contínua do motor conforme aceleração e desaceleração.

As vantagens são visíveis no uso da transmissão CVT, confira!

Vantagens:

  • Garante um melhor desempenho do veículo,
  • Menor consumo de combustível,
  • Maior conforto na dirigibilidade do veículo.

Porém, as desvantagens podem pesar financeiramente

Desvantagens:

  • De todos, possui o custo mais alto quando for adquirir um carro que acompanhe esse tipo de transmissão,
  • Necessita de troca regular do filtro de óleo, o que pode sair caro já que precisa de mão de obra especializada.
tipos_de_cambio_4
O CVT também é conhecido como “marchas infinitas”, por não possuir trocas, mas sim uma movimentação contínua.

Agora que você já sabe as vantagens e desvantagens, é só ver o que se adequá melhor para você motorista, já que toda transmissão possui suas vantagens e desvantagens!

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA